Dicas para investir em uma franquia de alimentação

Investir em franquia de alimentação tem como primeiro requisito afinidade com o segmento e a marca.

O setor de alimentação é subdividido em diversos segmentos, entre os quais a culinária de determinado país ou região, sanduíches, pizza, pratos prontos ou por quilo, bares e restaurnates, instalados em quiosques e lojas – seja nas ruas, supermercados ou shoppings. Na hora de escolher a marca e o segmento, o requisito básico é a afinidade com o negócio. “A primeira coisa é gostar e a segunda é enteder. Em um grupo de investidores, é preciso que pelo menos um deles tenha experiência em gestão e administração de contábil, compras e estoques, bem como disposição para organizar esses aspectos”, resalta Golfeto.

O ideal é que o franqueado possa se dedicar integralmente e, no caso de ter mais de uma franquia, contar com profissionais de extrema confiança, tendo o cuidado de controlar e supervisionar seu trabalho.

Avaliar a concorrência no ramo é outro fator determinante. Analisar o mercado, seus concorrentes, vantagens e desvantagens é essencial. A internet ajuda muito nessa tarefa, mas é preciso ir a campo, visitando lojas, entrevistando proprietários e funcionários.

Antes de assinar um contrato de franquia, é fundamental conversar com franqueados que operam na rede, para checar a exatidão das informações transmitidas pelo franqueador. Isso vale, inclusive, para certificar-se no que se refere ao exercício do negócio sob os aspectos formal, de higiene, qualidade e segurança alimentar.

Dicas pra quem quer investir numa franquia de alimentação segundo os franqueados:

-Identificar-se com o segmento, a marca e o produto;

-Gostar e ter habilidade em lidar com pessoas – sejam clientes, fornecedores ou funcionários;

-Analisar diversas marcas sob o ponto de vista de mercado e afinidade;

-Pesquisar histórico, tradição e solidez, junto à ABF e revistas de negócios;

-Visitar unidades, conversando com franqueados e funcionários, para avaliar grau de satisfação;

-Analisar suporte oferecido e benefícios, inclusive em relação ao ponto. Checar esses itens entrevistando franqueados também é essencial;

-Exercer atividades nessa área exige estar em linha com toda a legislação referente a higiene, qualidade e segurança alimentar;

-Ter conciência de que muitas vezes trabalhará nos horários tradicionalmente de lazer das pessoas;

-Buscar conhecimento na área de gestão e dedicar o maior tempo possível à administração / supervisão do negócio;

-Dispor de valores superiores exigidos para o investimento, tendo a conciência do prazo de retorno e de eventual margem de lucro baixa, pricipalmente no início.

via:mercadogastronomico

Deixe uma resposta