Músicas que foram vítimas de fake news

Se você é um fominha viciado em curiosidade, com certeza, em algum momento, deve ter rolado aquela pausa nas músicas para pesquisar a história por trás delas na internet. Sim, eu sei o que você buscou no Google às 3h da manhã da noite passada.

Pois muito que bem, vim aqui só para te lembrar que nem tudo que rola entre uma página e outra é verdade verdadeira. Saca só a tour dos sons que geraram teorias da conspiração super criativas por aí.

 O mundo é um moinho – Cartola

“Ainda é cedo amor, mal começaste a conhecer a vida” 🎼

Essa música é a principal obra prima do saudoso Cartola e uma das teorias mais famosas a respeito da composição é a de que ela teria sido escrita para a filha do cantor, ao descobrir que ela estava se prostituindo.

Porém, “o mundo é um moinho” foi feita para refletir sobre o que o mundo reservava para sua menina Creuza, que acabava de completar 16 anos e passaria a se interessar pelos rapazes em breve!

Era só uma preocupação de pai, gente. Tudo sob controle aqui.

Flor de Lis – Djavan

“E o meu jardim da vida. Ressecou, morreu. Do pé que brotou Maria nem margarida nasceu” 🎼

Essa é uma das histórias mais tristes sobre canções que você vai conhecer hoje.

Durante muito tempo, as pessoas especularam que Flor de Lis havia sido escrita na cadeira de um hospital, logo após a esposa do Djavan falecer no parto junto com a sua filha, Margarida.

O rumor circula pela web desde 2008, mas Djavan já desmentiu o bafafá. Sim, ele foi casado com Maria Aparecida dos Santos Viana de 1972 a 1998, mas ela segue viva até o fechamento desta matéria, pessoal.

A canção de maior sucesso do álbum de estreia do alagoano é classificada pelo próprio cantor como uma história feliz sobre a conclusão de um ciclo, e ele faz questão de frisar que ela está longe de ser triste.

Falou e disse, Djavan! É nois!

Ragatanga – Rouge

“E com magia e pura alma ele chega com a dança, possuído pelo ritmo ragatanga” 🎼

Essa música fez muuuuuito sucesso nos aniversários das crianças dos anos 2000. Não tinha quem não se jogasse na dança quando Ragatanga começava a tocar… ou melhor, tinha sim.

Polêmica Pop

Muitos pais proibiram crianças de colocarem a música no radinho porque acreditavam que a letra tinha um teor satânico. Eis o trecho de um documento que circulava na época.

“Talvez as meninas do grupo Rouge não tenham consciência do que elas estão fazendo com as suas vidas e as de milhões de crianças e adolescentes do Brasil. O que se tem de concreto é que uma das meninas do grupo Las Ketchup (conjunto que lançou a canção original regravada pelo Rouge) desenvolveu um tipo de câncer linfático e a mais nova entrou em depressão profunda. No Brasil, o padre Quevedo já afirmou: ‘Não duvideis dos poderes do demônio, ele se manifesta das formas mais ingênuas para atrair aqueles que serão os seus pupilos na Terra: as crianças! Será que as meninas venderam as suas almas em troca do sucesso? Se você ouvir a música Ragatanga em algum lugar, saia de perto, tente desligar o som e evite que as pessoas que você ama, principalmente as crianças, ouçam. E, não esqueçam: Há maldade nos atos mais simples e teoricamente ingênuos nessa vida, e se existe Deus, com certeza, existe o contrário’”.

EITAAAAA 😱

Desmistificando os fatos

Ragatanga, gente, era só uma versão adaptada em português da canção “The Ketchup Song”, do grupo Las Ketchup. A história contada na música é, na verdade, sobre um espanhol chamado Diego que vai para uma discoteca dançar.

Quando “Rapper’s Delight”, da banda Sugar Hill Gang, começa a tocar na balada, ele, sem saber inglês, começa a cantar à sua maneira, e daí vem o refrão que a gente já conhece.

A doença das meninas do The Ketchup não passou de sensacionalismo para vender credibilidade e, até hoje, ninguém conseguiu encontrar um texto sequer que comprovasse que o Padre Quevedo, realmente, houvesse dado essa declaração a respeito do hit.

Fim de papo!

Mas e você, fominha, conhece alguma teoria sinistrona a respeito das músicas que fizeram sucesso no nosso BR? Divide aê com a gente! Peça uma marmitinha pra deixar o papo mais gostoso e bora interagir 🤙

curte e compartilha aê