Você até pode ficar sem comer o seu ranguinho preferido, mas o seu dog sempre tem que estar feliz da vida comendo a ração para cachorro super premium big mega power que você compra pra ele, ou melhor, que você pede no aiqfome pra ele, né?

Afinal, assim como nós, é impossível um doguinho ser feliz com o buchinho vazio, e todo bom pai e toda boa mãe de pet se preocupa em oferecer a melhor comida, independente de como a fatura do cartão esteja!

E para ser sempre um ótimo tutor — que eu sei que você já é —, é bom estar ligadinho em quais ranguinhos seu bichinho não pode comer de jeito nenhum.

Neste post, nós vamos falar sobre como é feita a ração para cachorro, mas, é importante deixar claro que cada tipo e marca de ração possui diferenças no modo de preparo, por isso, vamos falar aqui de maneira geral, belê?

Simbora!
 

Quais são os ingredientes usados?

Milho, muito milho! Quilos e mais quilos de milho são usados na ração do seu cachorro, sendo a base da grande maioria das rações secas. Mas é claro que a proteína também compõe boa parte desse preparo.

Na maioria das vezes, a proteína vem de partes de animais não aproveitadas para o consumo humano, que são processadas e se transformam em um farelo pronto para ser misturado aos demais ingredientes.

De modo geral, as substâncias utilizadas na ração são de origem animal, como peixes e carne vermelha. Mas também podem ter origem vegetal, como cereais, frutas, arroz, batata, raízes de verduras, linhaça e feijão.


 

Tudo é analisado e testado

O preparo da ração do seu dog não se resume apenas a pegar a proteína e o farelo de milho e misturar tudo, nana nina não!

Antes da ração ser produzida, inúmeros testes de laboratório são feitos para garantir o valor nutricional mais adequado para cada tipo, idade e tamanho de cachorro.

Por conta disso, existem tantas opções de rações para cachorro no mercado! Todas foram desenvolvidas com objetivos específicos e pensadas para cada perfil de animalzinho.

Além dos ingredientes que falamos acima, as rações levam aditivos que melhoram a vida do seu dog. Por exemplo, existem aditivos que ajudam a proteger as articulações do pet, ou diminuir o odor das fezes, ou até a cuidar do pelo.

Esses aditivos são “temperinhos” especiais que elevam a qualidade nutricional do alimento do seu melhor amigo.
 

E como é que a ração para cachorro é feita?

Primeiro os ingredientes passam por um processo de moagem, até serem reduzidos a partículas. Daí vem a mistura, para que tudo fique homogêneo. Durante a mistura geralmente são adicionados os corantes, palatabilizantes, e quando a ração for úmida, os líquidos.

O processo de palatabilidade é que deixa a ração com um gostinho mais agradável para o paladar dos dogs, onde são acrescentados óleos e aromas também.

Depois disso, a mistura passa por uma etapa de extrusão, para definir o tamanho de grão ideal para cada porte e idade do animal. Por fim, a comidinha do seu pet é embalada e transportada.
 
 
E aí, papais e mamães de pets, gostaram de saber mais sobre o processo de fabricação da ração que os doguíneos andam comendo?

Se o seu dog viu você lendo esse post e tá aí do lado pedindo ração, aproveita e pede a comida dele pelo aiqfome! É só clicar aqui e ver todas as opções que os pet shops da sua cidade tem disponível pra entregar na sua casa, facin facin!

E além de ração você pode pedir muitas coisas pro seu pet com cupom no app do aiqfome.

Fonte: Globo e Superinteressante.

Descubra mais sobre frigideira

Assine agora mesmo para continuar lendo e ter acesso ao arquivo completo.

Continue lendo

%d blogueiros gostam disto: